domingo, 22 de janeiro de 2012

Maneco Caneco Chapéu de Funil: leitura deliciosa para crianças de todas as idades

Camargo explora a fase em que a criança se encontra entre o período pré-operacional, quando a criança já distingue o significante (imagem, palavra ou símbolo) do significado (o objeto ausente) segundo Piaget, e o período operatório concreto. Leitura recomendável para trabalhar com crianças de 4 a 9 anos - até crianças de 109 anos.


Neste período a criança aprende naturalmente a manipular/explorar o objeto e passa a operar com símbolos, ou seja, aprende a reler objetos que ganham novos significados - funções exóticas, ou seja, é o caráter lúdico do pensamento simbólico, cujo formato nos fazem rir também. O novo efeito faz com que a criança e seus pares se divirtam, também porque estes resultados podem causar estranheza no adulto. A sua graça não está mais tão centrada em seus trejeitos, como quando era bebê de colo, a graça agora está muito mais naquilo que ela mesma produz, e reinventa significados.


Este algo inédito/original faz com que sinta o gosto da autoria, e se divirta, quando aprende em seu brinquedo a transformar o mundo (cheio de rotinas) de coisas definidas e aparentemente certinhas, exatas. Alguns adultos se questionados se inquietam. O caos criado ajuda a reorganizar a ordem.
Por que as coisas tem o nome que tem?
É Marcelo questionando seu pai, e desafiando a pensar junto...
O ato de recriar faz com que desfrute melhor o brinquedo e aprenda com ele a jogar. E é neste mundo de faz-de-conta que a criança passa a compreender melhor os significados sociais e a função das coisas.


Leia também outros livros de Luís Camargo, do mesmo gênero como: 


Site interessante sobre indicações de livros/leituras, clique por aqui.


CAMARGO, Luís. Maneco caneco chapéu de funil. 5 ed. São Paulo: Ática, 1987.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário